18º G.E Aldrin Barbosa

Nós e Amarras

NÓ DIREITO

Serve para unir dois cabos de diâmetros iguais.
Faça-o como no desenho  ou  faça o cabo obedecer à quadrinha:
direito sobre esquerdo, passa por baixo;
esquerdo sobre direito, passa por baixo.
Para confirmar sua utilidade, use-o para  unir dois cabos de diâmetros bem
diferentes, e veja se funciona.

NÓ DE ESCOTA

Serve para unir dois cabos de diâmetros diferentes.
Como está no desenho pode ser usado para colocar a bandeira no mastro.
Acostume-se nunca aplicá-lo no mesmo cabo, que, é claro tem o mesmo
diâmetro.  E desta forma, fica fácil confundi-lo com o Lais de Guia.

NÓ DE ESCOTA ALCEADO

Também serve para unir dois cabos de diâmetros diferentes.
É bastante utilizada na adriça do mastro. Neste caso, deixe uma ponta mais
longa para identificar qual parte da adriça que sobe.

NÓ DE CORRER

Utilizado para fazer uma alça corrediça.
Pode ser aplicado tanto nos chicotes (pontas) ou no seio do cabo.
É o nó utilizado para fazer o rabo do papagaio, pipa ou capucheta. 

Tente fazer uma corrente, dando vários nós de correr no mesmo cabo,
se fizer corretamente ela se desmanchará facilmente.

nós de 2a. CLASSE

NÓ DE ASELHA

Aplicado nos chicotes forma uma alça que não
corre.

Aplicado nos chicotes de dois cabos, vai unir esses
cabos.

Tente aplicar no final de uma corda comprida,  e
forme uma alça para pendurar a corda.
Neste caso, enrole a corda no braço até o final.
Desfaça as últimas voltas. Dobre esse pedaço de
corda em dois e aplique o nó, envolvendo todo o
rolo de corda.

CATAU

Utilizado para encurtar um cabo ou reforçar uma parte puída.
Pode ser aplicado tanto nos chicotes como no seio do cabo.
Para fazer o catau reforçado, basta colocar o chicote na argola. 

Tente cortar um dos cabos de um catau reforçado, bem apertado,
e você verá que ele não se desfaz.


VOLTA DO FIEL

Utilizado para prender o chicote (ponta) numa estaca.
Mas, também pode ser aplicado no meio do cabo, se você puder colocar o nó sobre a estaca, neste caso, pode tentar fazer esse nó como se fosse duas argolas.
Se for aplicar numa árvore, só poderá ser aplicado no chicote do cabo. 

Um bom jogo é pedir para fazer um nó gigante.


VOLTA DA RIBEIRA

Utilizado para prender o chicote (ponta) de um cabo numa estaca.
Só pode ser aplicado no chicote  do cabo. 

Tente usar para prender um feixe de lenha, dê um Fiel na outra ponta.


VOLTA REDONDA COM DOIS COTES

Utilizado para prender o chicote (ponta) de um cabo numa estaca.
Só pode ser aplicado no chicote  do cabo.
Muito utilizado para prender os esteios de barracas e toldos nos espeques.
Tente fazer usando só uma mão, use a outra para evitar que o cabo deslize.

nós de 1a. CLASSE

NENHUM NÓ É SOLICITADO NAS ETAPAS DE 1a. CLASSE

nós da ESPECIALIDADES DE ACAMPADOR

NÓ DE CORRER (clique para ver acima)


NÓ DE ESCOTA DUPLO

Utilizado como o nó de Escota, com melhores condições de segurança.
É muito recomendado para cabos de diâmetros muito diferentes.
Pode ser utilizado até para amarrar cabos tipo fio elétrico.

NÓ EM OITO

Usado para evitar que o cabo desfie ou para criar um pequeno caroço no cabo. 

É um nó pouco conhecido. Acho que não consta em nenhum livro escoteiro.


BALSO PELO SEIO

Utilizado para formar duas alças firmes.
Não é muito difícil de ser desfeito, mesmo após receber grande carga de peso. 

É um nó utilizado em salvamentos.
Cada alça passa em uma das coxas ou em um dos braços da pessoa a
transportar.

Pode ser aplicado com facilidade no seio  do cabo, sem uso dos chicotes
(pontas).


NÓ DE ARNÊS

Utilizado para fazer uma alça firme.
Pode ser desfeito com facilidade. 

É um nó que pode ser utilizado em salvamentos.

Pode ser aplicado com facilidade no seio do cabo, sem uso dos
chicotes (pontas).


VOLTA DO FIEL (clique para ver acima)

VOLTA DA RIBEIRA (clique para ver acima)

VOLTA REDONDA COM DOIS COTES (clique para ver acima)


VOLTA DO SALTEADOR

Utilizado para criar dois chicotes, um bem firme e outro que pode
ser usado para desmanchar o nó.
 

Só pode ser aplicado no seio do cabo.

outros nós que não constam nas Etapas de Classe

NÓ SIMPLES

É a metade de um nó direito.
Pode servir para fazer um caroço no cabo, aumentando seu diâmetro.

NÓ DIREITO ALCEADO

Utilizado como o nó direito, ou seja para unir dois cabos de diâmetrso iguais.
Tem a vantagem de ser facilmente desatado.
A laçada do sapato é um Nó Direito com duas alças.

NÓ DE FRADE

Usado p/ evitar que o cabo desfie ou p/ criar um pequeno caroço no cabo.
É muito conhecido, pois os frades o aplicam no cabo que usam como cinto.

NÓ DE PESCADOR

Utilizado p/ unir dois cabos bem lisos, pode ser usado até em fio de nylon ou de eletricidade.
Tem a desvantagem de ser difícil de desatá-lo. Mas afinal, é a sua qualidade é ser um nó bem firme.

LAIS DE GUIA

Utilizado para formar uma alça que não corre.
É um nó para salvamento.
Tem a desvantagem de só poder ser aplicado usando o chicote do cabo. 

Tente fazê-lo usando apenas uma mão, como se estivesse precisando usar
uma das mãos para se agarrar num barranco, ou como se estivesse caído
dentro de um buraco com o braço quebrado.

É preciso tomar CUIDADO; pois mal utilizado, vira um nó corrediço

Volta da Moringa

1. volta da moringa. Serve, como o nome já diz, para prender o gargalo de garrafas e moringas.

NÓ DIAMANTE.   Usado como nó de enfeite (colar da IM)

Os marinheiros antigos o faziam como um nó
terminal e permanente, com um ou com dois cabos.

Costuma-se usar este nó no colar das contas da
Insígnia da Madeira.

Para facilitar a aprendizagem, usar o apoio
de uma mesa. Lembre-se, a parte do colar
que apoiará no pescoço é a pintada em laranja.

Inicie fazendo um pequeno olhal, numa das
pontas do cabo. Mas, como você ainda vai
usar esse ponta, deixe uns 7 cm de cabo.

Trabalhe com a outra ponta do cabo (azul),
criando uma espécie de 8 entrelaçado.

Continue trabalhando, ainda com a mesma ponta do cabo.

Depois disso, você passará a trabalhar a outra
ponta.

Com a outra ponta do cabo, faça ela
acompanhar a ponta até então trabalhada.

Está quase pronto.
É dar uma ajeitada e apertadinhas.

Deixe as pontas (onde ficam as contas) no
tamanho desejado, e vá trabalhando o cabo
para formar um nó todo entrelaçado, como
um pequeno diamante.

 

Nó cabeça de turco

Nó de cabeça de turco (anel de Gilwell)

Esse nó é conhecido como cabeça de turco, e como barrilete.

Nós estamos acostumados a vê-lo no lenço dos escotistas, pois todos que possuem Curso Básico têm direito de usar um anel feito em correia de máquina preta.

Depois do 5º quadro, basta fazer a ponta do
cabo indicada com a seta, acompanhar a outra
ponta do cabo, fazendo o caminho inverso.

O local indicado como vão central deve
receber uma madeira. Dessa forma, após a
ponta do cabo um volta completa, estará
formado um anel para o lenço.
É dar uma ajeitada e apertadinhas.

Pode-se usar na vara de pesca, como adorno
em uma bastão, instalar no timão de um barco,
etc.

Mas, se desejar, dê uma terceira volta e
aperte bem, formando uma simpática bolinha.

 

About these ads

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.